sábado, 6 de maio de 2017

Artista plástico Silvio Alvarez realiza oficina de colagem na Escola Educativa, em Itatiba



No dia 22 de março de 2017 estive na cidade de Itatiba, interior de São Paulo, para realizar oficinas de colagem aos alunos das classes do G5 da Escola Educativa.

O pequeno Felipe (no meu colo, na foto acima), de 5 anos, aluno do G5 da Escola Educativa, é filho da minha sobrinha Carolina e de Rogério Maciel Almeida. No início do ano recebemos a notícia de que a classe do Felipe iria pesquisar e reler a obra do artista plástico Silvio Alvarez, presente na apostila do Sistema Poliedro de Ensino. 


A apostila do Sistema Poliedro de Ensino com o meu trabalho de colagem

Ao saber da linda novidade me coloquei à disposição para visitar a escola. Aproveitando a oportunidade para visitar a família em Itatiba, dias depois do meu aniversário, no dia 22 de março realizei oficinas de colagem para as classes do G5 e visitei todas as classes para falar um pouco do meu trabalho.




Agradeço ao casal Carolina e Rogério por me proporcionar tão grande alegria, de poder ver meu sobrinho-neto todo orgulhoso por ter um tio artista em sua escola. São estas alegrias que valem uma vida toda. Gratidão ao meu irmão Sergio e à minha cunhada Vera por todo o carinho dispensado. Só nós sabemos o quanto essa “coincidência” representou de verdade para mim, e para toda a família. 




Agradeço à direção da Escola Educativa por toda a confiança, atenção e carinho dispensados. 








Fotos das oficinas realizadas na Escola Educativa
http://www.silvioalvarez.com.br/escola-educativa-itatiba/

Contato com Silvio Alvarez
www.silvioalvarez.com.br
silvioalvarez@uol.com.br

Site da Escola Educativa – Itatiba – SP
http://www.educativaitatiba.com.br/

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Artista plástico Silvio Alvarez realiza terceira etapa do Projeto Artistas do Futuro em Joanópolis, na Escola Emília Ximenes Capozolli



De 3 a 7 de abril de 2017, realizei 20 oficinas de colagem do Projeto Artistas do Futuro para os alunos e professores da EMEF Emília Ximenes Capozolli, em Joanópolis. A iniciativa é da Secretaria de Educação e Cultura de Joanópolis. 

Além das oficinas para os alunos, no dia 4 realizei a palestra – oficina Arte e Sensibilidade para professores da EMEF Emília Ximenes Capozolli. 



Assista à reportagem da TV Globo Vanguarda a respeito da terceira etapa do Projeto Artistas do Futuro em Joanópolis. 



Agradeço ao Prefeito de Joanópolis, Mauro Garcia, à primeira dama Maria Isabel Suthoff , à Secretária de Educação e Cultura, Concheta Célia Conte, pela confiança empenhada e por estar sempre presente, à diretora Renata Aparecida Gonçalves Conti, vice-diretora Nadia Nassif Banhos, professores, alunos e toda a equipe de profissionais das escolas pelo incondicional apoio e carinho. "Sonho que se sonha só, é só um sonho. Sonho que se sonha junto, é realidade". 



O Projeto Artistas do Futuro foi criado em Joanópolis, em 2011, com o intuito de fornecer conteúdo adicional aos professores da rede pública de ensino, a respeito de arte e arte educação.  Além de Joanópolis, desde sua criação, o projeto já atendeu cerca de 12 mil crianças em diversos municípios paulistas: Joanópolis, Piracaia, Santos, Cubatão, São Vicente, Guararema, Suzano, Guarulhos, Irapuã, São José do Rio Preto, Guapiaçu, Porto Ferreira, Mococa e Araçatuba. 



Este trabalho convida o aluno à compreensão do saber estético e à construção de novos saberes artísticos. Entender a arte como conhecimento, trabalho e expressão próprios do ser humano leitor e transformador do mundo, é a tarefa do professor, articulando seus eixos criativos e expressivos na interdisciplinaridade, por meio do processo criativo.

A proposta do projeto, criado e coordenado pelo artista plástico Silvio Alvarez, é auxiliar no diálogo com o mundo: observar, refletir, compreender, expressar, fazer, compartilhar, despertando o talento dos jovens artistas. 




A colagem, além de estimular a criatividade na expressão por meio da renovação de imagens, propicia a desconstrução e construção de cenas cotidianas, pode atuar também como eficiente instrumento de arteterapia possibilitando o treinamento do raciocínio e da coordenação motora. 
Acreditamos que a técnica, por propor o emprego de imagens disponíveis em revistas, pode atenuar o distanciamento do público infantil para com a arte, estimular a criatividade e o espírito crítico de forma bastante ampla.

Utilizada há muito como ferramenta didática nas escolas, com os graves problemas ambientais contemporâneos, a colagem ganha outra importante função: a de auxiliar na conscientização a cerca da importância da reutilização e da reciclagem dos materiais.




Oficinas - metodologia

Sempre de forma lúdica, o artista fala da importância da arte em nossa vida (sensibilidade – criatividade – externar de emoções), ensina o básico da técnica de colagem e apresenta obras de grandes mestres da pintura do Brasil e do mundo, sugerindo uma visão crítica. Na terceira etapa do projeto o tema central é A Arte de Observar.



O artista propõe que os participantes produzam releituras empregando a técnica da colagem, em papel cartão (15cm x 15cm), mesclando imagens das obras célebres (reproduções em papel couchê) e recortes de revistas.





Obras já apresentadas no Projeto Artistas do Futuro

Etapa 2017 – Aprendendo a observar - Auto retrato – Frida Kahlo, Retrato de Marilyn Monroe – Andy Warhol, O filho do homem – René Magritte, Fita de Moebius II (Formigas) – Maurits Cornelis Escher, Gato azul – Aldemir Martins.

1° etapa (2013): Mona Lisa – Leonardo da Vinci, O retrato de Dora Maar – Pablo Picasso, Meninos brincando – Cândido Portinari, Barco com bandeirinhas e pássaros – Alfredo Volpi, Morro da favela – Tarsila do Amaral 

2° etapa (2014 e 2015): Rosa e azul – Pierre Auguste Renoir, Auto retrato – Vincent Van Gogh, A dança – Henri Matisse, Persistência da memória – Salvador Dalí, O violeiro – Almeida Junior. 


Contato com Silvio Alvarez














Artista plástico Silvio Alvarez realiza terceira etapa do Projeto Artistas do Futuro em Joanópolis, nas escolas rurais dos bairros Cancan e Pedra do Carmo



Nos dias 13 e 14 de março de 2017, realizei oficinas de colagem do Projeto Artistas do Futuro para os alunos das escolas rurais dos bairros CanCan e Pedra do Carmo, em Joanópolis. A iniciativa é da Secretaria de Educação e Cultura de Joanópolis. 




Realizar as oficinas do Projeto Artistas do Futuro nas escolas rurais de Joanópolis é sempre uma grande alegria. Ainda mais que as da cidade, as crianças das escolas rurais recebem sempre o projeto de braços abertos e encaram as oficinas como um grande acontecimento.  



Assista à reportagem da TV Globo Vanguarda sobre a terceira etapa do Projeto Artistas do Futuro



Assista à reportagem da TV Vanguarda sobre a terceira etapa do Projeto Artistas do Futuro nas Escolas de Joanópolis. 



Agradeço ao Prefeito de Joanópolis, Mauro Garcia, à primeira dama Maria Isabel Suthoff , à Secretária de Educação e Cultura, Concheta Célia Conte, pela confiança empenhada e por estar sempre presente, à vice-diretora da Escola Bayeux que me deu todo suporte na visita às escolas rurais, aos professores, alunos e toda a equipe de profissionais das escolas pelo incondicional apoio e carinho. "Sonho que se sonha só, é só um sonho. Sonho que se sonha junto, é realidade". 


O Projeto Artistas do Futuro foi criado em Joanópolis, em 2011, com o intuito de fornecer conteúdo adicional aos professores da rede pública de ensino, a respeito de arte e arte educação.  Além de Joanópolis, desde sua criação, o projeto já atendeu cerca de 12 mil crianças em diversos municípios paulistas: Joanópolis, Piracaia, Santos, Cubatão, São Vicente, Guararema, Suzano, Guarulhos, Irapuã, São José do Rio Preto, Guapiaçu, Porto Ferreira, Mococa e Araçatuba. 




Este trabalho convida o aluno à compreensão do saber estético e à construção de novos saberes artísticos. Entender a arte como conhecimento, trabalho e expressão próprios do ser humano leitor e transformador do mundo, é a tarefa do professor, articulando seus eixos criativos e expressivos na interdisciplinaridade, por meio do processo criativo.

A proposta do projeto, criado e coordenado pelo artista plástico Silvio Alvarez, é auxiliar no diálogo com o mundo: observar, refletir, compreender, expressar, fazer, compartilhar, despertando o talento dos jovens artistas. 



A colagem, além de estimular a criatividade na expressão por meio da renovação de imagens, propicia a desconstrução e construção de cenas cotidianas, pode atuar também como eficiente instrumento de arteterapia possibilitando o treinamento do raciocínio e da coordenação motora. 

Acreditamos que a técnica, por propor o emprego de imagens disponíveis em revistas, pode atenuar o distanciamento do público infantil para com a arte, estimular a criatividade e o espírito crítico de forma bastante ampla.



Utilizada há muito como ferramenta didática nas escolas, com os graves problemas ambientais contemporâneos, a colagem ganha outra importante função: a de auxiliar na conscientização a cerca da importância da reutilização e da reciclagem dos materiais.

Oficinas - metodologia

Sempre de forma lúdica, o artista fala da importância da arte em nossa vida (sensibilidade – criatividade – externar de emoções), ensina o básico da técnica de colagem e apresenta obras de grandes mestres da pintura do Brasil e do mundo, sugerindo uma visão crítica. Na terceira etapa do projeto o tema central é A Arte de Observar.



O artista propõe que os participantes produzam releituras empregando a técnica da colagem, em papel cartão (15cm x 15cm), mesclando imagens das obras célebres (reproduções em papel couchê) e recortes de revistas; 

Obras já apresentadas no Projeto Artistas do Futuro

Etapa 2017 – Aprendendo a observar - Auto retrato – Frida Kahlo, Retrato de Marilyn Monroe – Andy Warhol, O filho do homem – René Magritte, Fita de Moebius II (Formigas) – Maurits Cornelis Escher, Gato azul – Aldemir Martins.





1° etapa (2013): Mona Lisa – Leonardo da Vinci, O retrato de Dora Maar – Pablo Picasso, Meninos brincando – Cândido Portinari, Barco com bandeirinhas e pássaros – Alfredo Volpi, Morro da favela – Tarsila do Amaral 

 




2° etapa (2014 e 2015): Rosa e azul – Pierre Auguste Renoir, Auto retrato – Vincent Van Gogh, A dança – Henri Matisse, Persistência da memória – Salvador Dalí, O violeiro – Almeida Junior. 





Contato com Silvio Alvarez
www.silvioalvarez.com.br
silvioalvarez@uol.com.br